sexta-feira, 16 de junho de 2017



Despidos de preconceitos,
Apenas o ritmo do desejo.
Olhar para o fundo dos teus olhos e ficar de joelhos, sem dizer uma única palavra, sentir-te dentro da minha boca, a língua ainda húmida dos teus lábios. 
Fodo-te com fome, com sofreguidão.
Saboreio-te com amor, provo o teu sal, aquela primeira gota.
Perder o sentido das palavras, perder o controlo, ser apenas uma pele por baixo dos beijos, um sexo quente.
É duro, bruto, sujo. É desejo, apenas carne. São mãos que desesperam, bocas que mordem, peles suadas e o cheiro da vontade, do desejo, o sabor das coisas e da força. Abraços ferozes, corpos guiados pelo instinto, Enterras-te na minha boca como se fosse entre as minhas pernas.
É o culminar do prazer que se deu e que se recebeu. 
Bebo-te, sem desperdiçar uma única gota.

6 comentários:

  1. Perfeito. As palavras como gotas, gota a gota, palavra a palavra, até à última gota. Simplesmente, perfeito.

    Beijos, Imp :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto da imperfeição. Parece ser mais próximo do que somos na realidade. Uns seres imperfeitos, mas bonitos :)
      Já tinha saudades tuas minha linda

      Eliminar
  2. Já tinha saudades de ler-te...é sempre uma mais valia ter-te aqui...trazes alma contigo...
    beijo muito grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisei de uma pausa minha linda amazona :)
      A minha alma estava cansada mas confesso que senti saudades deste canto e das pessoas lindas que ainda andam por aqui.
      Um beijo enorme

      Eliminar
  3. nem direi que despidos...sim...rasgados os preconceitos ^.~
    delicioso, go on

    ResponderEliminar